CONTATOS

domingo, 7 de agosto de 2011

A disciplina é a chave para uma vida cristã vitoriosa

A pessoa que Deus usa: quem tem disciplina!


Disciplina é uma palavra em grande medida mal-entendida atualmente em nossa sociedade. A discipli­na conjura em nossas mentes uma série de coisas. Um grande engano é que ela seria contrária à graça. No entanto, isso está longe da verdade.
Billy Graham declarou: "A disciplina é a chave para uma vida cristã vitoriosa." Que afirmação!
"Vocês sabem que numa corrida, embora todos os corredores tomem parte, somente um ganha o prê­mio. Portanto, corram de tal maneira que ganhem o prê­mio. Todo atleta que está treinando agüenta exercícios duros porque quer receber uma coroa de folhas de lou­ro, uma coroa que, aliás, não dura muito. Mas nós que­remos receber uma coroa que dura para sempre. Por isso corro direto para a linha final. Também sou como um lutador de boxe que não perde nenhum golpe. Eu trato o meu corpo duramente e o obrigo a ser completa­mente controlado para que, depois de ter chamado ou­tros para entrarem na luta, eu mesmo não venha a ser eliminado dela" (1 Co 9.24-27).

"Como fiel soldado de Cristo Jesus, tome parte no meu sofrimento. Pois o soldado, quando está servin­do, quer agradar o seu comandante e por isso não se envolve em negócios da vida civil. O atleta que toma parte numa corrida não recebe o prêmio se não obede­cer às regras da competição. E o lavrador que trabalha no pesado deve ser o primeiro a receber a sua parte na colheita. Pense no que estou dizendo, pois o Senhor fará você compreender todas as coisas" (2 Tm 2.3-7).

"Por isso mesmo façam todo o possível para jun­tar a bondade à fé que vocês têm. À bondade juntem o conhecimento; e ao conhecimento, o domínio próprio. Ao domínio próprio juntem a perseverança e à perseve­rança, a devoção a Deus. A essa devoção juntem a amizade cristã e à amizade cristã juntem o amor. Pois são essas as qualidades que vocês precisam ter. Se vocês as tiverem e fizerem com que elas aumentem, serão cada vez mais ativos e produzirão muita coisa boa como resultado do conhecimento que vocês têm do nos­so Senhor Jesus Cristo. Mas quem não tem essas coi­sas é como um cego ou como alguém que enxerga pou­co e esqueceu que foi purificado dos seus pecados pas­sados" (2 Pe 1.5-9).

Qual seria uma boa definição de disciplina?

"Disciplina é fazer o que você sabe que deve fazer, esteja disposto ou não."

Há muitas coisas que sei que eu de­veria fazer, mas muitas vezes não tenho vontade de fazê-las. Temos uma tendência de cavar fundo nas emoções e não fazemos o que deveríamos. Cedemos à tirania de nossas emoções. Sabemos que deveríamos orar, mas com freqüência falta-nos vontade de fazê-lo. Sabemos que deveríamos despender tempo com a palavra de Deus, mas muitas vezes não temos vontade de fazê-lo. Podemos pensar em muitas coisas que deveriam ser realizadas, mas acabam simplesmente deixadas de lado por causa de nossa falta de disposição.
O primeiro passo para construir um caráter devo­tado a Deus é render nossas vidas a Cristo. O cap. 15 do evangelho de João fala de estar em Cristo.
No entanto, permanecer em Cristo requer disci­plina.
"Continuem unidos comigo, e eu continuarei uni­do com vocês. Pois, assim como o ramo só dá uvas quando está unido com a planta, assim também vocês só podem dar fruto se ficarem unidos comigo. E u sou a videira, e vocês são os ramos. Quem está unido comi­go e eu com ele, esse dá muito fruto porque sem mim vocês não podem fazer nada. Quem não ficar unido co­migo será jogado fora e secará; será como os ramos secos que são juntados e jogados no fogo, onde são queimados. Se vocês ficarem unidos comigo, e as mi­nhas palavras continuarem em vocês, vocês receberão tudo o que pedirem. E a natureza gloriosa do meu Pai se revela quando vocês produzem muitos frutos e assim mostram que são meus discípulos" (Jo 15.4-8).

É nesse ponto que entra o entendimento errado. Temos a tendência de imaginar que estamos parados, como uma árvore, e a fruta brota automaticamente, que não precisamos fazer coisa alguma. Num sentido isso é verdade. É Jesus quem produz o fruto. Porém, de João 15 depreendemos que devemos "estar' ou "permane­cer". O que significa isso?
A palavra grega para permanecer é méno. Tem vários significados e é usada de vários modos no Novo Testamento. Apresentamos apenas alguns:

"Assim que Jesus saiu do barco, um homem da­quela cidade foi encontrar-se com ele. Esse homem estava dominado por demônios. Fazia muito tempo que ele andava sem roupas e não morava numa casa, mas vivia nos túmulos do cemitério" (Lc 8.27).

A palavra "vivia" é a mesma que permanecer. Destaca o sentido de que devemos viver em Cristo.
"Quem crê no Fiiho tem a vida eterna; porém quem desobedece ao Filho nunca terá a vida eterna, mas so­frerá para sempre o castigo de Deus" (Jo 3.36).

A palavra grega é a mesma usada em João 15 para permanecer em Cristo. Se não permanecermos em Cristo, descobriremos que a ira de Deus permanece sobre nós. Por que isso é assim? Cristo carregou so­bre si mesmo a ira de Deus ao ser crucificado. Quando, pois, permanecemos em Cristo, descobrimos que estamos fora da ira de Deus. Contudo, quando ficamos desligados de Cristo ou não vivemos em Cristo, estamos na ira de Deus.

"Então Jesus disse para os que creram nele: 'Se vocês continuarem a obedecer aos meus ensinamentos, serão, de fato, meus discípulos'" (Jo 8.31).[

A idéia que extraímos é a palavra "continuar". É a mesma palavra que permanecer. Destaca o sentido de conservar, manter.

 Sigamos o Mestre com esmero  pois a  disciplina é a chave para uma vida cristã vitoriosa! Deus te abençoe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário