CONTATOS

domingo, 21 de outubro de 2012

LEVANDO A SÉRIO O CASAMENTO

SETE ERROS QUE NÃO PODE COMETER NO  CASAMENTO



 NÃO LEVAR A SÉRIO OS VOTOS  CONJUGAIS QUE FIZERAM NO DIA DO PACTO. "Prometo te amar em qualquer circunstância até que a morte nos separe." PERMITIR QUE A FAMILIARIDADE GERE O DESRESPEITO. Um dos desafios no casamento, é manter o espírito romântico e a gentileza como quando os dois ainda eram namorados. Você ainda faz surpresas agradáveis para o seu cônjuge?
NÃO RECONHECER OS PRÓPRIOS ERROS E SEMPRE TRANSFERIR A CULPA PARA OUTRO. Quando o marido e a mulher não reconhecem os próprios erros, cada um constrói um inferno para o outro. Podemos chamar isso de suicídio conjugal. Lembre-se, o desejo de mudar é uma grande prova de amor. Quem mais se esforça para que o seu casamento seja cada dia melhor?
NÃO TER UM CONSELHEIRO. A Bíblia diz no livro de Provérbios que na multidão de conselheiros há segurança. Um conselho sábio pode livrar o casamento de uma tragédia.  Qual foi a ultima vez que você procurou alguém para pedir um conselho sobre uma questão relevante sobre o seu casamento?
IGNORAR O VALOR DA MESA DE JANTAR COMO LUGAR DE ENCONTRO E COMUNHNÃO. Os casais levam a sério a importância da mesa de jantar e desligam a TV, o computador e o telefone quando estão fazendo suas refeições, vivem melhor e são mais felizes. É comum na sua casa todos sentarem à mesa na hora das refeições?
NÃO PRÁTICAR O DIÁLOGO SEXUAL COM A FREQUÊNCIA NECESSÁRIA. Em qualquer área da vida, tudo o que é demais, não é bom. Porém, quando recebemos menos do que precisamos, é prejudicial. É um perigo quando o marido ou a esposa sempre sai de casa com uma carência crônica por falta de diálogo sexual. A frequência com que vocês praticam o diálogo sexual tem sido o suficiente?
VIVER UMA VIDA CONJUGAL DE FACHADA. A insatisfação pode livrar qualquer casal de um casamento sem graça. Sempre é possível melhorar, depende da atitude de cada um. O segredo não é encontrar a pessoa certa, mas ser a pessoa certa dentro do casamento. Você está vivendo o que demonstra para as pessoas?

E-MAIL ENVIADO POR MORANE - PRIMA QUERIDA

CARTA MISSIONÁRIA - ESPANHA

AMADOS HERMANOS,

ESTAMOS ALEGRES PELAS MARAVILHAS QUE O SENHOR TEM FEITO AQUÍ NA ESPANHA, NAO TEMOS PALAVRAS PARA EXPRESSAR TAMANHA ALEGRIA. SALMO 126
NO DIA 30 DE SETEMBRO A IGREJA DE SANTANDER FEZ 3 ANOS DE VITORIA, HOJE SOMOS UMA IGREJA COM VARIAS NACIONALIDADES REPRESENTANDA, E CADA DIA O SENHOR TEM ACRESCENTADO VIDAS PARA HONRA E GLORIA DO SEU NOME. TIVEMOS A PRESENCA DO AP.CORAIOLA E A AP.MARILE
NOS DIAS 6 E 7 DE OUTUBRO TIVEMOS NOSSO SEMINARIO DE ADORACAO E LOUVOR NO AUDITORIO DA UNIVERSIDADE. UM BOM GRUPO DE PESSOAS PARTICIPARAM E APRENDEMOS QUE SOMOS UM ADORADOR ONDE ESTIVERMOS, ESTAMOS LEVANTANDO UM ALTAR DE ADORACAO AQUÍ NA ESPANHA. TIVEMOS A PRESENCA NO PR.ROSIVALDO DE ARAUJO FILHO
NO DIA 14 DE OUTUBRO REALIZAMOS O BATISMO DE 10 IRMAOS, NA IGREJA DE BASAURI (PAIS BASCO) IRMAOS DAS CONGREGACOES DE MUNGIA, BAUSARI E SANTANDER. EM ESPECIAL NOSSO FILHO SAMUEL SILAS DESCEU AS AGUAS, FOI DE GRANDE EMOCAO.
EM SETEMBRO TAMBEM TIVEMOS A VISITA DOS PASTORES NILLIS E IVONILDES, ESTIVERAM ORANDO POR NOS PELO NOSSO MINIESTERIO, NOS ABENCOARAM GRANDEMENTE.
RESPOSTAS DE ORACAO:
1- PR.SAMUEL MELHOROU A SAUDE E GANHOU A CIRURGIA DE REDUCAO DE ESTOMAGO PARA O PROXIMO ANO QUE VAI AJUDALO NA DIABETES.
2- MIS.ANA SILVIA GANHOU SEU TRATAMENTO DENTARIO, HA ANOS SOFRIA DE MUITAS ENCHAQUECAS.
3- OS MENINOS COMECARAM O CURSO ESCOLAR E DEUS MOVEU RECURSOS PARA COBRIR AS DESPESAS EXTRAS QUE SURGIRAM ESTE ANO.
4- A IRMA RUTH RECEBEU O MILAGRE DE FICAR GRAVIDA, POIS O CASAL JA TINHA TENTADO ATE COM INSIMINACAO MAIS NAO DEU RESULTADO. 99% ERA IMPOSSIVEL. DEUS FAZ MILAGRES.
5- NOSSA IGREJA RECEBEU PELA PRIMEIRA VEZ A BOLSAS DE ALIMENTOS DO GOVERNO, PODEMOS AJUDAR MUITAS FAMILIAS EM CRISES. VALEU A PENA TODO SACRIFICIO DE ORGANIZARMOS A IGREJA JURIDICAMENTE.
PEDIDOS DE ORACAO:
1- PELA NOSSA SAUDE E COBERTURA ESPIRITUAL
2- PELA LIBERTACAO DE UM JOVEM ESPANHOL QUE VEIO DO ESPIRITISMO E BRUXARIA
3- POR LIBERTACAO DAS MENTES DO SECULARISMO E DO CONFORMISMO QUE DOMINA A ESPANHA. DEUS DE UM TEMPO NOVO PARA ESSA NACAO.

ESPANHA EM CRISE - ORE

FAMÍLIAS SÃO EXPULSAS DE SUAS CASAS

Órgão estima que, até o final do ano, mais de 180 mil famílias serão expulsas de suas casas
BBC | 03/10/2012Em meio à crise econômica que assola a Espanha, mais de 500 famílias são despejadas a cada dia no país por não pagar aluguel ou prestações do financiamento imobiliário.
Desde 2008, já foram quase 400 mil execuções hipotecárias. Somente no primeiro trimestre deste ano, o Conselho Geral do Poder Judiciário (CGPJ), órgão do governo, registrou 46.559 despejos. Por dia, 517 famílias foram despejadas suas casas por inadimplência.
A Plataforma dos Afetados pela Hipoteca (PAH), entidade criada para chamar atenção para o problema, estima que, neste ritmo, o país terminará 2012 com mais de 180 mil famílias despejadas.
Ada Colau, ativista do direito à moradia e uma das fundadoras da PAH, critica que a legislação ampare as entidades bancárias, mas não os cidadãos que perdem o emprego e não podem pagar o empréstimo.
Ela afirma que, na época do boom imobiliário, o governo “facilitou o crédito de maneira irresponsável” e, agora, anuncia cortes em gastos com educação e saúde, enquanto resgata a entidades bancárias.
A PAH reúne assinaturas para uma iniciativa legislativa popular, na qual propõe, entre outras coisas, a paralisação dos despejos durante a crise e a destinação de residências desocupadas para o aluguel social. “É preciso tratar a moradia como um direito.”
De bolha imobiliária a casas vazias
Entre 1997 e 2007, construíram-se 390 mil moradias por ano na Espanha, e os preços dos imóveis aumentaram em 200%. Hoje, sobram casas vazias.
Segundo dado preliminar do Instituto Nacional de Estatísticas (INE) para o Censo deste ano, entre 5 milhões e 6 milhões de moradias no país estariam vazias, o que representa 20% do estoque imobiliário residencial.
A Catalunha é uma das comunidades autônomas mais atingidas pela crise imobiliária, onde são realizados 20% dos despejos do país, segundo o CGPJ.
Em ações coletivas da PAH, famílias que perderam judicialmente seus imóveis ocuparam quatro edifícios vazios embargados por bancos na Catalunha.
Ocupação
Um edifício da rua Pompeu Fabra, em Terrassa (a 23 km de Barcelona), está ocupado por 11 famílias desde dezembro passado.
A ocupação foi uma forma de chamar a atenção das autoridades para que pressionem as entidades bancárias e também a única saída para que essas famílias tivessem um teto, ainda que provisório.
É o que explica José Arturo Ramírez, 44 anos, soldador desempregado há quatro anos, que ocupa um dos apartamentos com a mulher, dois filhos, o genro e o neto.
Ramírez é uma das vítimas do setor mais castigado nesta crise econômica, o da construção civil. “Ninguém tinha ideia de que terminaria assim, mas os bancos, sim, sabiam. Era muito fácil conseguir um financiamento”, lembra.
O soldador devolveu o imóvel, mas não quitou completamente a dívida. O apartamento que pertenceu a ele, hoje, continua vazio. “Queremos o diálogo com o governo e com as entidades bancárias.”
Em meio às dificuldades, Ramírez evita fazer planos para o futuro. “Pensei em tirar minha própria vida. Hoje, sigo o conselho do meu médico e vivo cada dia. Se eu desmorono, quem me levanta?”
No mesmo edifício ocupado, vive Soraya Urbano Oviedo, 31 anos, junto com o marido e os dois filhos. Quando ficou desempregada e o marido teve de fechar o negócio por causa da crise, propuseram ao banco um refinanciamento da dívida.
“A resposta foi que, se não pagássemos, nos tirariam a casa.”
Seu antigo apartamento também continua vazio. “Eu o vejo diariamente. Me dá muita pena, está se deteriorando. Tenho vontade de entrar lá”, confessa. “Não sei se voltaria a ‘ocupar’. Não é o que quero para os meus filhos.”
Soraya e Ramírez são uns dos poucos que conseguiram o perdão de parte da hipoteca. A maioria não consegue, como Montserrat Colomer, 34 anos, operária.
O apartamento onde mora já foi leiloado em 2010 e ela pode receber um novo aviso de despejo a qualquer momento. “Se me tiram da minha casa, vou ‘ocupar’ outra, porque meus três filhos não ficarão na rua e ninguém vai tirá-los de mim”, avisa.
O dia da entrevista à BBC Brasil era aniversário do filho de 5 anos. Não houve festa, nem bolo. O próximo salário de Montserrat está reservado para comprar os livros da escola.
Mais pobreza
A Cáritas, confederação oficial das entidades católicas de caridade, registrou um aumento de 174,2% de pessoas atendidas de 2007 a 2011 nos serviços de acolhida e assistência, 3,5 vezes superior que há dez anos.
A entidade passou a oferecer no ano passado serviços de mediação de moradias, e 26% dos gastos em ajudas econômicas são destinados a moradia, atrás somente das demandas por alimentos (39%).
Segundo um estudo da Cáritas, a pobreza é um fenômeno que nos últimos anos se tornou mais extenso, mais intenso e mais crônico no país.

OREM PELA ESPANHA, ORE PELO TRABALHO MISSIONÁRIO QUE ANA SILVIA E SAMUEL FAZEM LÁ.
A CRISE ECONOMICA ESTÁ CADA VEZ PIOR E ELES PRECISAM DE ORAÇÃO E CONTRIBUIÇÃO FINANCEIRA.
SEJA UM ABENÇOADOR DESSA OBRA.

DEUS ABENÇOE. SILVANA

terça-feira, 9 de outubro de 2012

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

VAI TER SEGUNDO TURNO EM SÃO LUIS


Prefeito

VAI TER SEGUNDO TURNO EM SÃO LUIS
  • Foto de Edivaldo Holanda Júnior Edivaldo Holanda Júnior PTC 2ºT 36,44% 186.184 votos
  • Foto de Castelo Castelo PSDB 2ºT 30,60% 156.320 votos
  • Foto de Eliziane Gama Eliziane Gama PPS 13,81% 70.582 votos
  • Foto de Washington Washington PT 11,02% 56.328 votos
  • Foto de Tadeu Palácio Tadeu Palácio PP 4,82% 24.608 votos
  • Foto de Marcos Silva Marcos Silva PSTU 2,15% 11.007 votos
  • Foto de Haroldo Saboia Haroldo Saboia PSOL 0,80% 4.074 votos
  • Foto de Ednaldo Neves Ednaldo Neves PRTB 0,35% 1.810 votos
  • Brancos 2,52% (13.765)
  • Nulos 4,04% (22.092)
  • Votos válidos 93,44% (510.913)

AGORA A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR.....
QUEM APOIARÁ QUEM?
E A POLÍTICA NA IGREJA?

“Lembra-lhes que se sujeitem aos que governam, às autoridades; sejam obedientes… não difamem a ninguém… sejam cordatos… para com todos os homens.” Tt 3.1,2
 “Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas. De modo que aquele que se opõe à autoridade, resistem à ordenação de Deus.” Rm 13.1,2
A Lei 9.504/97 proibe usar o púlpito dos templos para campanhas políticas e no seu  art. 24   proibe que os recursos da Igreja sejam destinados a essas campanhas eleitorais. Nosso papel como líderes eclesiásticos é formar eleitores conscientes de seu papel cívico para que escolham o melhor candidato pra sua cidade, estado e país e não cair no engodo do “curral eleitoral” e do “coronelismo santo”.
Silvana Machado