CONTATOS

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

RENDER-SE A DEUS O PRIMEIRO PASSO PARA VENCER



“Render-se” não é uma palavra muito popular, mas é quase tão malvista quanto a palavra ―submissão‖. Ela faz referência a perda, e ninguém quer ser um perdedor. Render-se evoca a desagradável idéia de admitir a derrota em uma batalha, perder uma competição ou entregar-se perante um adversário mais forte. Em nosso mundo competitivo somos ensinados a nunca desistir ou ceder — logo, não ouvimos falar muito de rendição. Se vencer é tudo, render-se é inconcebível. Preferimos contar sobre vitórias, sucessos, triunfos e conquistas, a falar de submissão, obediência e rendição. Contudo, render-se a Deus é uma resposta natural ao seu maravilhoso amor e misericórdia. Somos convidados a nos entregarmos a ele não por medo ou obrigação, mas por amor: “No amor não há medo; ao contrário o perfeito amor expulsa o medo, porque o medo supõe castigo... Nós amamos porque ele nos amou primeiro”. (1 João 4.18-19)
Se quisermos ter uma vida de adoração – uma vida que agrade a Deus – precisamos nos render, ou seja, nos entregar totalmente a Deus, e isso engloba diversas atitudes tais como:
 Fazer de Jesus o seu Senhor;
 Negar-se a si mesmo (próprias vontades);
 Submeter-se as orientações de Deus;
 Etc.

1.     BARREIRAS À RENDIÇÃO A DEUS
Existem três barreiras que impedem a nossa total rendição a Deus: medo, orgulho e falta de compreensão.

1.2  Medo

A confiança é um ingrediente essencial para que nos rendamos. Nós não iremos nos render a Deus, a menos que confiemos nele. O medo impede que nos rendamos, mas o amor lança fora todo o medo. Quanto mais nos dermos conta do quanto Deus nos ama, mais fácil será nos entregarmos totalmente.

·       Como posso saber que Deus me ama?
Ele dá vários indícios:
- Ele diz que nos ama: “O Senhor é bom para todos; a sua compaixão alcança todas as suas criaturas”. (Salmo 145.9)
- Ele tem bons planos para nossas vidas: “Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês‟, diz o Senhor, „planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro.” (Jeremias 29.11)
- A maior expressão deste amor é o sacrifício do filho de Deus por nós: “Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores”. (Romanos 5.8)
Eis o tanto que Deus nos ama!!!


1.2  Orgulho

Uma segunda barreira para a total rendição é o nosso orgulho. Não queremos admitir que somos apenas criaturas e que não estamos no controle de coisa nenhuma. Jesus disse: “Quem de vocês... pode acrescentar uma hora que seja à sua vida?” (Mateus 6.27)

Qual é a grande verdade por trás desta afirmação de Jesus?
Somos extremamente limitados! Aceitamos nossa humanidade intelectualmente, mas não emocionalmente. Quando diante de nossas limitações, reagimos com irritação, raiva e ressentimentos. Desejamos ser mais altos (ou mais baixos), mais inteligentes, mais fortes, mais talentosos, mais bonitos e mais ricos. Queremos ter tudo e fazer tudo, e ficamos deprimidos quando isso não acontece.

1.3 Falta de compreensão

A terceira barreira para nossa total rendição é a falta de compreensão. Render-se a Deus não é conformar-se com as diversas situações difíceis ou mesmo encontrar uma boa desculpa para cruzar os braços. De outra forma render-se a Deus significa exatamente o oposto: sacrificar a vida ou sofrer, a fim de mudar o que precisa ser mudado. Deus freqüentemente chama pessoas que se entregam a ele, para batalhar em seu nome; render-se não é para covardes. Render-se a Deus também não significa desistir de pensar, pois Ele não desperdiçaria a mente que lhe concedeu! Também não significa eliminar a própria personalidade pois certamente Ele quer utilizar a nossa personalidade singular.

2.     RESULTADOS DA RENDIÇÃO A DEUS

Será que já compreendemos o que significa “nos rendermos” a Deus?
A benção de render-se a Deus A Bíblia é clara a respeito de como nos beneficiamos quando rendemos nossas vidas totalmente a Deus:

a) Nos sentimos em paz:

“Reconcilia-te, pois, com ele e tem paz, e assim te sobrevirá o bem”. (Jó 22.21 – Versão Linguagem de Hoje)

b) Nos sentimos livres:

“E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará”. (João 8.32) “Mas, graças a Deus, porque, embora vocês tenham sido escravos do pecado, passaram a obedecer de coração à forma de ensino que lhes foi transmitida. Vocês foram libertados do pecado e tornaram-se escravos da justiça”. (Romanos 6.17-18)

c) Experimentamos o poder de Deus em nossas vidas

Pessoas entregues a Deus são exatamente aquelas usadas por Deus. Deus escolheu Maria para ser a mãe de Jesus não por causa de seu talento, riqueza ou beleza, mas porque ela se havia rendido completamente a ele: “O Espírito Santo virá sobre você, e o poder do Altíssimo a cobrirá com a sua sombra” (Lucas 1.35)

CONCLUSÃO
Render-se a Deus não é a melhor maneira de viver, é a única maneira de viver; nada mais funciona. Se Deus tiver de fazer uma profunda obra em sua vida, ela começará por aqui. Então entregue tudo a Deus: os arrependimentos do passado, os problemas do presente, as ambições do futuro, seus medos, sonhos, fraquezas, costumes, mágoas e traumas. Ponha Jesus Cristo na direção de sua vida e tire as mãos do volante: “Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nele, e ele agirá” (Salmo 37.5)

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

ALEGRIA VERDADEIRA


Viva alegremente

ALEGRIA - Postura positiva ou emoção favorável; deleite. A Bíblia menciona vários tipos de alegria. Até mesmo os ímpios podem experimentá-la quando triunfam sobre os justos (1 Co 13.6; Ap 11.10).
Entretanto, a alegria que o povo de Deus precisa ter é santa e pura. Ela se mantém viva apesar das circunstâncias e concentra-se no caráter de Deus. O salmista, por
exemplo, regozijou-se com a justiça (71.14-16), a salvação (21.1; 71.23), a misericórdia (31.7), a criação (148.5), a Palavra (119.14, 162) e a fidelidade de Deus(33.1-6). As características divinas, bem como seus atos, são a causa desse regozijo.
A alegria exigida do justo (Sl 150; Fp 4.4) vem do Espírito de Deus (Gl 5.22). Esse tipo de alegria focaliza além do presente e enxerga a salvação futura (Rm 5.2;
8.18; 1 Pe 1.4,6) e nosso Deus soberano, que faz com que todas as coisas cooperem para o bem, que é nossa semelhança com Cristo (Rm 8. 28-30). Esse tipo de alegria distingue-se do mero contentamento. É possível ter alegria mesmo em meio à tribulação (1 Co 12.26; 2 Co 6.10; 7.4).

ESTÁ PERDENDO A ALEGRIA?
 TORNA A DAR-ME A ALEGRIA DA TUA SALVAÇÃO E SUSTÉM-ME COM UM ESPÍRITO VOLUNTÁRIO.
Salmos 51.12

Você já se sentiu estagnado em relação à sua fé, como se estivesse seguindo uma rotina? Alguma vez o pecado já estabeleceu uma barreira entre você e Deus,
fazendo parecer que Ele estava distante? Davi se sentiu assim. Ele pecou com Bate-Seba, e logo foi confrontado pelo profeta Natã. Em oração, clamou a Deus: ?Torna a dar-me a alegria da tua salvação?. O Senhor quer que estejamos próximos a Ele e que experimentemos a sua vida plena e completa. Mas o pecado não confessado torna tal aproximação e intimidade impossíveis. Confesse os seus pecados a Deus. Como Davi, você ainda pode ter que enfrentar algumas conseqüências na terra, mas Deus lhe restituirá a alegria de seu relacionamento com Ele. 

VIVA COM O CORAÇÃO ALEGRE
 TODOS OS DIAS DO AFLITO SÃO MAUS, MAS O DE CORAÇÃO ALEGRE TEM UM BANQUETE CONTÍNUO.
Provérbios 15. 15
Nossas atitudes refletem toda a nossa personalidade. Não temos o domínio sobre o que nos acontece, mas podemos escolher nossa atitude em relação a cada
situação. O segredo para ter um coração feliz é preencher a mente com pensamentos verdadeiros, puros e agradáveis sobre as coisas boas da vida (Fp 4.8). Este foi o segredo de Paulo quando enfrentou o encarceramento; também pode ser o nosso nas lutas que enfrentamos diariamente. Considere suas atitudes e examine o que você permite que entre em sua mente, bem como o que escolhe persistir em fazer. Poderá ser necessário realizar algumas mudanças.

O CORAÇÃO ALEGRE É BOM REMÉDIO
O CORAÇÃO ALEGRE É BOM REMÉDIO, MAS O ESPÍRITO ABATIDO FAZ SECAR OS OSSOS.
Provérbios 17.22 (ara)
O autor sagrado, por várias vezes, reconheceu o valor da medicina psicossomática. A mente (coração) exerce poder sobre o corpo. Ele conhecia isso por observação, e
não por m
eio da ciência. Quanto a outras observações psicossomáticas, ver também Pro. 3.8; 14.30; 15.13. A paz mental, a animação e certamente uma boa consciência são estados espirituais/mentais que conservam o corpo feliz e saudável.
S
er alegre é estar pronto a saudar os outros com boas-vindas, proferir palavras de encorajamento, mostrar entusiasmo pela tarefa a ser realizada e ter uma perspectiva positiva do futuro. As pessoas que agem assim são tão bem-vindas quanto um analgésico para quem sente dor.

O CORAÇÃO ALEGRE AFORMOSEIA O ROSTO
O CORAÇÃO ALEGRE AFORMOSEIA O ROSTO, MAS, PELA DOR DO CORAÇÃO, O ESPÍRITO SE ABATE.
Provérbios 15. 13
Quando um homem tem um coração feliz, essa felicidade brilha em seu rosto. A alegria interior é como um fogo que não pode ser contido. ?Há uma simpatia entre o  corpo e a mente, pelo que uma mente feliz se reflete na expressão da fisionomia? Este versículo tem sido cristianizado para referir-se ao homem feliz cujos pecados foram perdoados por meio da missão de Cristo, e que, por esse motivo, tem a alegria do Senhor em seu coração.

TENHA A ALEGRIA DE JESUS
AGORA VOU PARA TI, MAS DIGO ESTAS COISAS ENQUANTO AINDA ESTOU NO MUNDO, PARA QUE ELES TENHAM A PLENITUDE DA MINHA ALEGRIA.
João 17. 13  
A alegria é um tema comum nos ensinamentos de Cristo; Ele quer que sejamos alegres (ver 15.11; 16.24). A chave para a alegria incomensurável é viver em contato íntimo com Cristo, a fonte de toda a alegria. Quando o fazemos, experimentamos o cuidado e a proteção especiais de Deus e vemos a vitória que Ele nos concede mesmo quando a derrota parece certa.
ALEGRE-SE E EXULTE
ALEGRA-SE, POIS, O MEU CORAÇÃO, E O MEU ESPÍRITO EXULTA; ATÉ O MEU CORPO REPOUSARÁ SEGURO.
Salmos 16. 9
O coração de Davi estava contente; o rei havia encontrado o segredo para ter a verdadeira alegria, que é muito mais profunda do que a ventura. Podemos ficar
alegres apesar das mais sérias dificuldades. A ventura é temporária, porque é baseada em circunstâncias externas, mas a alegria é duradoura porque decorre da
presença de Deus dentro de nós. À medida que contemplamos a presença de Deus diariamente, encontramos a satisfação. À medida que entendemos o futuro que Ele planejou para nós, experimentaremos a alegria. Não baseie sua vida nas circunstâncias, e sim em Deus. 

PREPARE-SE, ALEGRE-SE PARA A GRANDE FESTA
REGOZIJEMO-NOS! VAMOS ALEGRAR-NOS E DAR-LHE GLÓRIA! POIS CHEGOU A HORA DO CASAMENTO DO CORDEIRO, E A SUA NOIVA JÁ SE APRONTOU.
Apocalipse 19. 7

Alegria, triunfo e glória preenchem os corações da multidão participante das bodas do Cordeiro. Esses louvores são oferecidos a Deus como um sacrifício agradável.
A celebração das bodas será nos céus, pois somente ali há meio ambiente adequado e condições apropriadas para nossa união alegre e triunfal com Cristo. João, por assim dizer, nos declara: ?Vede como os mártires triunfarão!? Mas isso, naturalmente, envolve também todos os crentes de todos os séculos. Aqueles que repelirem as prostituições mundanas serão honrados como ?noiva de Cristo?. Cada indivíduo tem essa escolha a fazer.

domingo, 6 de novembro de 2011

MUDANÇA DE ENDEREÇO DA IBNP

DE MALAS PRA MUDAR.....


QUERIDOS  AMIGOS, NOSSA IGREJA MUDARÁ DE ENDEREÇO 
APARTIR DO DIA 13 DE NOVEMBRO ESTAREMOS NO NOSSO TERRENO
AINDA UM POUCO IMPROVISADOS, MAS NO NOSSO CHÃO.
ESTEJAM ORANDO E FAÇAM UMA VISITA

IBNP
Endereço: Rua Plutão, nº 01
RECANTO DO VINHAIS



ORIENTAÇÕES GERAIS: Vindo no sentido COHAFUMA/VINHAIS, pela Av. Jerônimo de Albuquerque, entre na esquina da loja ALVORADA MOTORS na Curva do 90, vá orientando-se
pelas ruas que aparecerem à sua esquerda. Entre na terceira rua e suba até quase o final dela. Nossa Igreja fica no terreno antes dos prédios que vão surgir à sua esquerda.
Vindo no sentido COHAB/VINHAIS na Av. Jerônimo de Albuquerque será preciso fazer o retorno na Curva do 90, logo após o redutor de velocidade. Depois é só seguir as orientações acima.